Corcovado

Abro a janela
Sinto a brisa no rosto
Que me faz relembrar
Cada detalhe do seu gosto

Tão suave
Doce feitiço que acalma
Os meus olhares são todos seus
Abro a janela da minha alma

Entra devagarinho
Me encontra num cantinho, num pensamento
Eu te encontro em mim
Ao ver nascer um sentimento

Tão lindo
Igual você com as pernas abraçadas
Quando dá um sorriso de canto
E fica envergonhada

Abençoada
Pelo cristo redentor
Tu começa a se render
Às minhas mãos, ao meu calor

A velha chama se apagou
To 100% aqui agora
É bem mais forte que eu
O nascer dessa chama nova

Então destranca pra mim
Deixa eu guardar tua chave
Tu é tipo um pôr do sol
Intensamente  suave

E me pergunto o que é felicidade?
Qual seu conceito?
Mas por enquanto esquece isso
O teu sorriso tá perfeito

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *